27 de março de 2013

Exposição - Canteiro de Obras

Reunindo 33 gravuras, a exposição propõe uma imersão na trajetória do artista que despertou empatia nas décadas 70, 80 e 90 pela forte relação simbólica de suas obras com os conflitos e aspirações daquela época. 

Claudio Tozzi, irreverente desde suas primeiras serigrafias que tiveram imediata repercussão, foi um dos primeiros a criar na velocidade dos acontecimentos e apresentar obras que diziam respeito aos protestos que os estudantes organizavam contra a ditadura militar e ainda foi pioneiro ao retratar as profundas transformações que se passavam no âmbito feminino. Três gravuras presentes na exposição exemplificam esse seu engajamento às grandes mudanças que ocorriam na sociedade: Multidão, Guevara vivo ou morto e Mulher na janela.

A exposição é realizada pelo Projeto Arte SESC, desenvolvido pelo SESC Nacional em parceria com os departamentos regionais, o qual busca difundir a relevância da produção artística nacional, com ênfase na produção contemporânea.

Nenhum comentário: